Com o advento da tecnologia e consequente evolução da humanidade muitos conceitos vêm sendo reescritos e melhorados, e as vezes até reinventado.

Hoje empreender, é um jogo que só existe um possível perdedor você. Mas, para que isso não aconteça você precisa analisar o mercado, seus recursos, e principalmente o que você vai fazer para atender aos desejos e encantar seus clientes.

O papel do empresário é satisfazer o grupo que gira nesse ecossistema empresarial, pois de nada adianta pensar só no acionista, se o cliente não estiver feliz, amanhã o acionista também não estará feliz porque o negócio provavelmente não vai crescer.

Por outro lado, não basta focar no cliente, se seus funcionários não estiverem satisfeitos, eles não entregaram um produto e/ou serviço, muito menos um atendimento de qualidade, eles precisam crescer juntos e sentir-se parte de tudo. Esses, entre outros inúmeros fatores, ambientais, econômicos, podem interferir no sucesso ou não do seu empreendimento.


Para tanto, é necessário fazer toda essa gestão de maneira equilibrada. O mercado está difícil para todo mundo, para alguns menos outros mais, mas todos estão sentindo os impactos, em suas empresa, seus lares e seus empregos. Mas, é preciso que cada um encontre o seu caminho, a sua forma de fazer as coisas serem melhores, e isso o brasileiro tem de sobra, criatividade para se reinventar.

Hoje há um novo perfil de cliente, o cliente conectado e tecnologicamente experiente. Antes mesmo de entrar em uma loja ele já sabe tudo sobre o produto, pois já pesquisou, verificou avaliações de outros consumidores sobre o mesmo.


A boa notícia é que há inúmeros investimentos em tecnologia para atrair e fidelizar clientes, agilizar e otimizar processos, atendimentos e principalmente gerir o seu negócio de maneira simples, prática e produtiva.

Quando o cliente é o tema central, a organização não mede esforços para ampliar margens de lucro e oferecer a exclusividade, o tratamento diferenciado, o produto especialmente feito para cada consumidor.

Construa relacionamentos, mas relacione-se verdadeiramente com seus clientes, afinal é o valor dessa relação e a sensação que ela gera ao consumidor e não apenas as aplicações em si, que faz do seu negócio um diferencial e uma empresa do futuro.

As pessoas querem trocar dinheiro por experiências, dinheiro por conhecimento. (Alexandre Tadeu Costa) E de fato o desafio das empresas é encantar os seus consumidores, levando até eles produtos de qualidade e de forma acessível, e é o que eles buscam qualidade a preço justo.

 

Por: Flávia Santos

 

Inspirado em: Alexandre Tadeu Costa, fundador da Cacau Show.